photografarte | 7 dicas para planear o Casamento
2257
post-template-default,single,single-post,postid-2257,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.5.2,menu-animation-underline,fs-menu-animation-line-through,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

7 dicas para planear o Casamento

Planear um casamento não é uma tarefa fácil. Existem diversos pontos que devem ser analisados desde o momento do pedido de casamento até chegar o grande dia, e as coisas podem não correr tão bem caso não se pense com cuidado e organização.

1. Orçamento no papel

Antes de tomar qualquer medida no que diz respeito ao casamento, é importante sentar e pensar com cuidado no valor que se vai investir na cerimónia. Caso não haja essa conversa inicial, o que pode acontecer é uma perda de controle durante o processo e uma possível geração de gastos indesejáveis que podem se transformar em montanhas de dívidas. Para poupar surpresas negativas no futuro, sente com o seu noivo/a e estabeleça um valor específico a ser gasto no casamento e a partir daí, coloque a mão na massa definitivamente e comece a planear o casamento!

2. Pense no número de pessoas que serão convidadas

Toda a cerimónia será baseada na quantidade de pessoas que comparecerão. Sendo assim após definir o orçamento pense no número de convidados! Assim será possível procurar o lugar onde acontecerá a cerimónia, por exemplo, e todo o resto da logística que gira em torno do evento. É necessário pensar nos convidados antes de começar a procurar orçamentos pois os mesmos podem se modificar drasticamente de acordo com o número de pessoas.

3. Seleccione os fornecedores

Com o orçamento e quantidade de convidados definidos, agora é hora de pensar nos fornecedores. Primeiramente anote quais fornecedores serão necessários, e após definir quais serviços serão contratados busque por nomes na área. É necessário procurar por pessoas de confiança que unam o bom trabalho a um preço que caiba no orçamento, mas não pense somente no preço: já aconteceram casos de diversos fornecedores com preços “extremamente atractivos” chegarem na hora H e simplesmente sumirem ou aplicarem calotes nos noivos. O trabalho de seleccionar um fornecedor é extremamente minucioso, então não poupe tempo realizando esta tarefa!

4. Defina uma temática para o casamento

Não necessariamente é preciso escolher um tema específico para o casamento, mas algo legal é fazer uma pesquisa e procurar inspirações que ajudem na hora de pensar na decoração do evento como um todo. Quais são suas cores favoritas? O casamento está sendo pensado para acontecer em um lugar aberto ou fechado? Será de dia ou de noite? Em tom mais moderno ou mais rústico? Dica interessante é comprar um planner ou caderno de anotações e colocar imagens que possam servir de inspiração para os noivos. Selecionar as inspirações e pensar desde cedo em como você quer que a cerimônia fique no final tornará o processo mais fácil.

5. Faça a lista de presentes pensando num todo

Na hora de fazer a lista de presentes, algo que deve ser pensado é na questão da faixa de preço. É legal pensar em alternativas que caibam no bolso de todo mundo, então aí vai mais uma dica – conheça bem os seus convidados! Caso a lista de presentes não seja feita pensando naqueles que comprarão os itens, pode acontecer uma surpresa (negativa) no final.

6. Não deixe nada para a última hora

Quando as coisas são feitas com pressa dificilmente elas saem tão bem quanto aquelas que são planejadas minuciosamente. Por isso, não deixe para a última hora o que pode ser resolvido antes. Caso não haja esse planejamento do tempo, itens primordiais para o casamento podem acabar sendo esquecidos ou deixados para atrás – o que acaba prejudicando todo o tempo, trabalho e dedicação depositados na data tão importante para os noivos.

7. Acima de tudo, aproveite!

Muitas pessoas associam o processo de planejamento de uma cerimônia de casamento como algo extremamente estressante, porém não precisa ser assim. Não deixe este momento que demanda tanto tempo dos noivos se tornar um certo tipo de obrigação, afinal é um processo necessário que resultará em um dos dias mais importantes na vida de ambos. Faça tudo dentro de seus limites e aproveite todos os mínimos detalhes desde a organização até o grande dia! E em seguida viaje para sua Lua de Mel como uma, agora esposa, totalmente realizada.

Fonte: dicasparacasamento.com

Sem Comentários

Escreva o seu comentário